fbpx

Gråfico de alergénios: dicas para o cumprimento

Existem situaçÔes que reĂșnem clientes e proprietĂĄrios de restaurantes. Uma delas Ă© o menu de alergĂ©nios. NinguĂ©m quer experimentar uma intoxicação alimentar a partir de um prato.

É por isso que Ă© tĂŁo importante incluir o menu de alergĂ©nios no seu serviço alimentar.

Para ajudar neste domĂ­nio, o Regulamento (CE) n.Âș 1169/2020 da UniĂŁo Europeia estipula que as instalaçÔes e as empresas que vendem alimentos devem elaborar um menu de alergĂ©nios.

Neste menu de alergĂ©nios, devem ser fornecidas informaçÔes sobre cada um dos pratos e alimentos que vendem, especialmente a explicação dos componentes que contĂȘm.

Desta forma, o cliente sabe se o produto que estĂĄ a escolher Ă© bom para a sua saĂșde e alerta-o quando identifica algum ingrediente que nĂŁo pode comer e evita a intoxicação.

Descubra quais são os requisitos para uma tabela de alergénios precisa, o que acontece se não a anotar e que alimentos devem ser incluídos na sua tabela.

O que é a tabela de alergénios?

¿Qué es la carta de alérgenos?

A carta alergénica é um documento que deve ser elaborado por empresas que armazenam, transformam, embalam e identificam produtos alimentares.

Para além das empresas, as empresas dedicadas ao mundo da gastronomia devem incluir no seu menu os ingredientes e alergénios contidos em cada prato.

O menu de alergénios tem duas funçÔes principais:

Demonstrar que os regulamentos em vigor sĂŁo devidamente cumpridos.
Dar a conhecer os ingredientes e alergénios, fornecer as informaçÔes necessårias ao consumidor e evitar a intoxicação dos clientes.

O menu dos alergénios deve incluir informaçÔes sobre a gestão dos resíduos do produto, os riscos dos alergénios que contém, a manipulação dos ingredientes, a concepção dos pratos e o controlo dos fornecedores.

Conhecer os requisitos da lei

Conoce las exigencias de la ley

O Regulamento (CE) n.Âș 1169/2020 da UniĂŁo Europeia estabelece 14 produtos que devem obrigatoriamente figurar no seu grĂĄfico de alergĂ©nios.

Estas regras nĂŁo exigem a comunicação de quaisquer vestĂ­gios de gĂ©neros alimentĂ­cios nos produtos, porque para algumas empresas e instalaçÔes Ă© difĂ­cil verificar a sua ausĂȘncia.

>  Descubra todos os tipos de sacos de transporte

No entanto, Ă© aconselhĂĄvel especificar o mais pormenorizadamente possĂ­vel os alimentos e os vestĂ­gios que estes podem conter.

Para uma pessoa alérgica, uma pequena dose de alimentos que não consegue comer desencadeia uma reação alérgica que pode complicar uma noite inteira de serviço na sua empresa.

Quem deve cumprir os regulamentos?

¿Quiénes deben cumplir con la normativa?

Todas as empresas que vendem produtos alimentares sĂŁo obrigadas a fornecer informaçÔes sobre alergĂȘnios.

No setor comercial, este menu alergĂȘnico deve ser preparado e apresentado por restaurantes, cafĂ©s, padarias, supermercados, pastelarias e outras instalaçÔes.

É tambĂ©m um instrumento obrigatĂłrio nas instituiçÔes onde sĂŁo servidos alimentos, tais como hospitais, escolas, cozinhas de sociais, lares de idosos, infantĂĄrios e universidades.

SançÔes que vocĂȘ pode sofrer se nĂŁo cumprir a lei

Sanciones que puedes sufrir si no cumples con la ley

A nĂŁo conformidade ou aplicação incorreta do grĂĄfico de alergĂȘnicos, para alĂ©m do problema de intoxicação de uma pessoa, tem grandes consequĂȘncias econĂŽmicas. As multas podem atingir os 60.000 euros.

O cumprimento adequado da carta alergĂȘnica reduz o risco de intoxicação para milhares de pessoas. É por isso que sĂŁo tomadas medidas fortes quando nĂŁo sĂŁo aplicadas.

Para saber que informaçÔes devem ser fornecidas ao consumidor e que sançÔes sĂŁo aplicĂĄveis, visite o website da AgĂȘncia Espanhola para a Segurança Alimentar e Nutricional.

Estes sĂŁo os alergĂȘnicos alimentares

Estos son los alérgenos alimentarios

Uma grande parte da população sofre de alergias ou intolerĂąncia a determinados alimentos, pelo que Ă© importante deixar claro aos seus clientes os alergĂȘnicos que compĂ”em os pratos ou produtos que vende.

Estes são os 14 alérgenos alimentares que deve informar para evitar acidentes com os consumidores

1.- Cereais contendo glĂșten

Este alergĂȘnio inclui trigo, aveia, espelta, centeio, kamut e cevada. AlĂ©m disso, os seus hĂ­bridos e produtos deles derivados estĂŁo tambĂ©m incluĂ­dos.

2.- CrustĂĄceos e produtos derivados

Nesta classificação estĂŁo os alimentos que contĂȘm moluscos ou vestĂ­gios de moluscos na sua preparação. Inclui tambĂ©m os caldos.

3.- Peixe e produtos a base de peixe

É comunicada a utilização de peixe ou de vestĂ­gios nas preparaçÔes. Contudo, estĂĄ excluĂ­da a gelatina de peixe, uma vez que Ă© utilizada para preparaçÔes carotenoides, bem como para a clarificação de cerveja e vinho.

4.- Ovos e produtos a base de ovos

Produtos que incluam ovos e/ou vestígios na sua preparação.

5.- Amendoins e produtos derivados do amendoim

Abrange produtos que contenham amendoins e/ou resĂ­duos de amendoins.

6.- Soja e produtos de soja

Os produtos fabricados a partir de soja sĂŁo aqui tidos em conta. O Ăłleo de soja e a gordura de soja nĂŁo estĂŁo incluĂ­dos.

7.- O leite e seus derivados

Esta categoria inclui produtos Ă  base de leite, quantidades vestigiais de leite e produtos que contenham lactose, mas nĂŁo inclui o lactitol nem o soro de leite.

>  Luvas de massagem

8.- Frutos de casca rija

Todos os frutos com casca, tais como frutos secos, castanhas de caju, avelĂŁs, amĂȘndoas e derivados, estĂŁo incluĂ­dos nesta categoria.

9.- Aipo e produtos derivados

Inclui produtos alimentares feitos a partir de aipo e/ou com vestĂ­gios de aipo.

10.- Mostarda e produtos derivados

Produtos que contĂȘm mostarda, sementes de mostarda e/ou alguns vestĂ­gios.

11.- Sementes de sésamo e produtos à base de sésamo

Todos os alimentos que contenham sésamo, sementes de sésamo e/ou com vestígios de sésamo.

12.- DiĂłxido de enxofre e sulfitos

Os consumidores devem ser informados quando se encontram em concentraçÔes superiores a 10 mg/kg ou 10 mg/litro.

13.- Tremoços e produtos à base de tremoço

É comunicado se o produto foi fabricado a partir de tremoços ou se apresenta vestígios dos mesmos.

14.- Moluscos e produtos Ă  base de moluscos

Receitas que incluem como ingrediente principal alguns moluscos ou que contĂȘm vestĂ­gios.

Dicas para criar o seu menu de alergĂȘnicos

Consejos para crear tu carta de alérgenos

Se quiser que o seu menu de alergĂȘnios tenha a melhor informação e seja apelativo para os seus convidados, siga estas dicas:

Manter a lista de alergĂȘnios atualizada 

O regulamento estabelece que existem 14 alergĂȘnios que devem ser mencionados de forma obrigatĂłria, mas deve ter conhecimento de quaisquer atualizaçÔes na lista para que possa modificar o seu grĂĄfico de alergĂȘnios.

Rever o grĂĄfico

No caso de ser proprietĂĄrio de um restaurante, tem de olhar para todos os componentes dos pratos para indicar se contĂȘm algum ingrediente alergĂȘnico.

Informe

Quando tiver examinado os alimentos alergĂȘnicos nos seus produtos, deve decidir onde vai colocar a informação.

Deve ser visível e com uma letra ou ícone legível. No caso de um restaurante, coloque a informação ao lado dos ingredientes em cada prato.

Uma vez definidos os pratos de risco para quem sofre de alergias ou intolerantes e qual Ă© o ingrediente alergĂȘnico, chegou o momento de decidir como tornĂĄ-los visĂ­veis.

É essencial que o faça, respeitando o estilo que caracteriza o seu estabelecimento.

Portanto, nĂŁo se trata de preparar um novo menu (a menos que se queira aproveitar o momento para o redesenhar), mas sim de adaptar o que se tem ao que a lei exige.

Ícones 

As pessoas gostam de apresentaçÔes que chamam a sua atenção.

Tenha isto em mente quando desenhar os Ă­cones para cada alergĂȘnio e coloque-os no caso de qualquer produto os conter.

Desta forma, garante que mantém a imagem do seu menu e capta a atenção dos seus convidados.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

BASIC DATA PROTECTION INFORMATION

Responsible: Envalia Group, S.L.

Purpose: Gestionar las solicitudes realizadas a través del sitio web, enviar comunicaciones comerciales y, en su caso, compras en línea.

Legitimation: Consentimiento del interesado.

Recipients: Los datos sĂłlo se transmiten a los proveedores que tienen una relaciĂłn contractual con Monouso.

Rights: Acceso a, Corrección, cancelación, oposición y otros derechos como se explica en la “Información adicional”.