fbpx Skip to content
Monouso Blog

Como é que se faz um take away? Guia passo a passo

Hoje existem várias opções que nos permitem desfrutar de refeições takeaway em um espaço diferente do tradicional. Esta tendência surgiu como uma alternativa para fazer face ao ritmo de vida que mantemos.

Provar um prato bem feito com ingredientes frescos e sabor imbatível já não é uma atividade exclusiva de bares, cafés e restaurantes, dando lugar a novos modelos de negócio.

Estes novos espaços na indústria da alimentação oferecem serviços de qualidade para grandes e pequenos consumidores, proporcionando um serviço ideal que cobre completamente as necessidades dos clientes.

Um desses serviços em tendência são os conhecidos restaurantes take away, ou seja, aqueles restaurantes que se baseiam na oferta de grandes banquetes para levar para casa, escritório, parques, ou para onde o consumidor desejar.

Retirar: conceito antigo, mas renovado

Take away: Concepto viejo, pero renovado

O conceito de take away ou comida para levar é novo devido à forma como o serviço é prestado. No entanto, sempre existiram restaurantes que oferecem serviço de take away (pizzarias, sorveterias e padarias, etc.).

Em que diferem do conceito atual? Na maioria dos restaurantes take away, a comida foi preparada com antecedência, por isso está pronta para levar.

Também é possível criar um take away com pequenos pratos, máquinas ou cozinhas que permitam a preparação de alimentos como hambúrgueres, frangos assados e pizza.

Regras básicas de um take away

Normas básicas de un take away

Existem regulamentos que devem ser cumpridos a fim de se criar um take away , como a autorização sanitária e as licenças de planejamento urbano.

Como indicado no Decreto Real 191/2011, de 18 de Fevereiro, que regulamenta o Registo Geral de Saúde dos Alimentos, são necessárias licenças de higiene e saúde para a preparação, distribuição e venda de alimentos.

Isto estabelece claramente que qualquer pessoa que pretenda iniciar um negócio de take away deve informar sua intenção à Comunidade Autónoma da sua localidade para obter a licença sanitária.

No que respeita às licenças de urbanismo, é necessária uma licença emitida pela câmara municipal da cidade onde a empresa vai ser exercida.

Ao solicitar a licença, deve ter em conta os seguintes requisitos:

  • Dispor de instalações que tenham contem com objetos de prevenção de acidentes.
  • Obtenha informações sobre os requisitos exigidos pela lei para iniciar o seu negócio de take away. Lembre-se que as leis variam de acordo com o local onde você estabelece o seu negócio.

Também importante considerar aspectos como o nome, o estilo e os canais de divulgação, propostas que darão valor agragado ao seu negócio.

O nome deve ser marcante e original, o que irá cativar os clientes e servir como carta de apresentação dos serviços e produtos que irá oferecer.

Outro aspecto de grande interesse é o estilo, que representará o pormenor que marcará a diferença em relação ao seu concurso.

Desenvolver a estética e o design da sua apresentação é fundamental para o seu negócio.

Quanto aos canais de difusão para os take away, o Registo de Marcas e Patentes deve ser efectuado, o que garantirá a disponibilidade da sua marca.

Uma vez tudo pronto, é importante começar a comunicar e a promover o seu negócio no ambiente digital, especialmente através das redes sociais.

Take away: infra-estrutura física

Take away: Infraestructura física

A infra-estrutura deste tipo de negócio tem importância técnica e urbana, contemplada pelas normas comunitárias e municipais.

A área técnica tem uma série de requisitos que devem ser cumpridos para manter as condições de adequação do espaço onde os clientes serão servidos. Entre eles podemos mencionar:

  • Oferecer acessibilidade para desfrutar de um espaço acolhedor que permita, mesmo a pessoas com deficiência, desenvolver-se sem inconvenientes ou restrições de passagem.
  • Cumprir as normas de incêndios, dispor de extintores de incêndio e de sinalização adequada que indique as saídas de evacuação em caso de emergência.
  • Ter sistemas de ventilação e ar condicionado independentes que tenham comunicação com o exterior.
  • Ter uma instalação eléctrica adequada.
  • Ter um espaço de WC para clientes e trabalhadores.

No que respeita à área de desenvolvimento urbano, é importante notar que não é possível criar um take away num espaço destinado à residência.

O espaço indicado para este tipo de negócio deve ser para uso comercial e todos os trabalhos previstos devem ser realizados em conformidade com a regulamentação municipal, garantindo a legalidade na gestão.

Licença necessária para abrir um negócio de take away

Licencia necesaria para abrir negocio take away

A licença não é necessária se as instalações se destinarem exclusivamente à compra de alimentos para levar, no entanto, devem ser realizados alguns procedimentos de planejamento urbano para a atividade. Nomeadamente:

  • Contacte um técnico para inspecionar as instalações. Esta visita deve ser agendada antes da assinatura do contrato de locação ou de compra e venda, a fim de avaliar a viabilidade das instalações.
  • Se as instalações em avaliação não forem viáveis, recomenda-se que se procure o local adequado para este tipo de negócio.
  • Uma vez realizada a avaliação, o projeto deve ser preparado e deve ter em conta possíveis modificações no local.
  • Recomenda-se a realização do projeto antes de iniciar quaisquer modificações dentro das instalações. Isto porque nem todas as alterações são permitidas ou legais.
  • Outro aspecto de interesse, no que diz respeito às alterações no interior das instalações, é que os trabalhos a realizar se destinam a obras de remodelação ou a obras menores.
  • Se os trabalhos afetarem a fachada ou a estrutura de um edifício protegido, deve ser elaborado um projeto de construção, que será processado através de uma licença que normalmente envolve períodos de tempo mais longos.

Há duas condições que limitam a conformidade das reformas dentro das instalações: uma delas indica que se o procedimento for realizado com comunicação prévia após 15 dias, os trabalhos de adaptação podem ser iniciados.

Se este processo for realizado através da licença, é necessário aguardar que o conselho local conceda a autorização. Este procedimento pode demorar dias ou meses.

Para iniciar a atividade nas instalações, é necessário apresentar a documentação necessária que demonstre que as alterações nas instalações foram concluídas de forma satisfatória.

Legislação que rege o negócio

Legislación que rige el negocio

A legislação que rege o negócio de take away baseia-se na regulamentação do comércio varejista de produtos alimentares.

Estas regras são específicas para o tipo de alimentos vendidos na empresa.

Entre os regulamentos que devem ser cumpridos pelas empresas estão

  • Regulamento (CE) n.º 852/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 29 de Abril de 2004, relativo à higiene dos gêneros alimentícios. Este regulamento estabelece que todos os trabalhadores que entrem em contacto com alimentos devem possuir uma licença de manipulador de alimentos.
  • Decreto Real 1376/2003 de 7 de Novembro de 2003 relativo às condições sanitárias de produção, armazenagem e comercialização de carne fresca e seus derivados nos estabelecimentos de comércio a retalho. O negócio de take away que fabrica e vende algum tipo de carne deve cumprir as condições do decreto acima referido.
  • Decreto Real 191/2011, de 18 de Fevereiro, sobre o Registo Geral de Saúde das Empresas Alimentares e Agrícolas. Este regulamento estabelece que as empresas que devem registar-se no Registo de Saúde, no entanto, se a sua empresa for um take away , não é necessário, a menos que os alimentos sejam preparados no ambiente industrial.

O passo de que ninguém lhe fala

El paso para abrir un negocio de take away que nadie te cuenta

Quando falamos da ideia de iniciar um negócio no sector da restauração e de criar um take away , muitas pessoas franzem o cenho e perguntam se será realmente uma boa ideia.

Isto deve-se à falta de conhecimento sobre a rentabilidade da empresa, mas o conhecimento limitado do setor não para por aí. Muitos irão aconselhá-lo, mas poucos, se é que há algum, irão falar consigo sobre a importância de ter um fornecedor como o Monouso.

Na Monouso, a nossa loja virtual, encontrará tudo o que precisa para facilitar a abertura do seu take away, proporcionando ao seu cliente o conforto e a qualidade que a sua loiça exige.

Pratos, copos, talheres, recipientes para viagem, caixas de papelão para diferentes tipos de alimentos ou papel vegetal são alguns dos produtos que encontrará na nossa loja.

Além disso, temos também uma grande variedade de guardanapos, toalhas de mesa, sacos de plástico, caixas de armazenamento, vestuário de hotelaria e qualquer produto que necessite para abrir as portas do seu restaurante.